domingo, 11 de fevereiro de 2018

perdi o rumo

No dia que te conheci
Também vi um disco voador
E fiquei todo avoado
Perdi o caminho
Errei a rua
Cheguei tarde em casa
Completamente fora de mim
Chapado sem usar nada
Com a cabeça nas nuvens

E o coração descontrolado

auto destruição

Não quero me apaixonar por você
Quero me apaixonar porque gosto de estar apaixonado
Porque gosto de como os dias se colorem
De como a depressão se esvai
De como o meu cérebro se agarra aos hormônios que você despertou

Eu poderia ficar dizendo que você é único
mas você não é
Eu já me apaixonei várias vezes antes
Várias vezes mesmo
Sou desses que se apaixona rápido

(Mas é porque eu curto um caos
E qualquer sensação de mudança 
mexe com meus líquidos
e tudo fica vivo
Por isso me apaixonaria por você
Porque não há nada mais excitante)

A paixão é a droga mais forte que eu já tomei
- e eu já tomei drogas bem fortes -
Mas nem uma me embriaga tanto

Poderia ser você
Poderia ser qualquer outro

Mas o Universo tem a mania de tentar me corrigir
E eu teimo que sou incorrigível

Nesta insônia
enquanto divagava
descobri:

Eu gosto de estar apaixonado
gosto de criar caso
gosto de caotizar
gosto de me destruir
- Ah, como eu gosto de me destruir -

E o que melhor que este fogo pra isso
não?

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

como?

A fé e a não fé
Andam juntas em mim

O universo tem significado
E sentido nenhum

Há Deus
E não há nada

Tenho toda segurança de quem eu sou
E certeza nenhuma

A paz e a perturbação
Oscilam aqui

Eu sigo sabendo de tudo
E não sabendo de nada

Não sei nomear o que sinto
E nem sei fingir que posso

Trabalho com iluminação
E me sinto no escuro

Como posso ter chão se amanhã
tudo que me disse sim me diz não?

sábado, 25 de novembro de 2017

... pois todo avanço é mínimo
ante a ignorância que nos assombra
E o desgosto da "evolução"
somada às doenças de degeneração
tiraram as esperanças de muitos corações
que sabiam se elevar.
Não tenho medo do futuro
Tenho medo do otimismo cego
e das frustrações que ele acarreta
Num mundo em que as esperanças
já nascem condenadas...

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

vítima do mar

Estar no mundo é como estar num mar
cheio de distrações
de caminhos
de buracos que não levam a lugar nenhum

É cheio de dragões
de serpentes
de ilhas maravilhosas
e momentos fantásticos
Ai de quem não ajustar a vela
e direcionar seu barco
corre o risco de ficar mareando
morre-nasce-morre-nasce
e o barco à deriva

Da pra encontrar tanto sob essas águas
seres, criaturas, memórias
da pra falar com eles
da pra dominá-los
pra incorporá-los
mas e a vela?
a gente lida com aquilo que nos cabe
com aquilo que nos trouxe a este mar
ou mareia à deriva?

O mar é o mar
e quem navega é o navegante
e navegante sem caminho traçado
é vítima do vai/volta do mar
um vai/volta sem sentido
sem significado
sem propósito
e que não leva ninguém a lugar nenhum.

domingo, 5 de novembro de 2017

queria

Eu queria ser um poeta
que levasse às multidões
vastas compreensões
múltiplas visões
rios de inspirações

Queria que minhas obras
atravessassem séculos
girassem peças, filmes, camisetas
livros escritos por terceiros
raios pra cinco gerações

Queria que eu fosse fantástico
e o povo fosse fanático
e minhas fotos virassem quadros
meus escritos leiloados
meu levar a vida admirado

É o querer que me anseia
e eu me vejo pequeno e fraco
bastante impotente
desimportante indecente
de tempo insuficiente
e uma pequenez cruel

E essa dor me rasga
A ansiedade me engasga
E eu acordo às três pra beber água
assim
Como se o próximo passo fosse o fim

Na verdade
O aprendizado que se instala aqui
que é o modo de lidar que descobri
é que o que corta a casa e transgride a ordem
é saber aceitar enfim
o poeta que habita dentro de mim

Escrever é mais que tocar o outro
Escrever é se tocar.

nome e caixa

Sou bicha
e sou homem
não tenho problema em ser chamado no feminino
e não me identifico como mulher
me sinto bem encaixado no meu corpo
me identifico com ele
e gosto de roupas que não foram feitas para homem
assim como as que foram feitas.

Tudo bem eu estar linda.
Qual o problema em ser chamado de ela por um momento?
E qual o problema em ser chamado de homem também?
Não tem nada de errado com homem
nada de errado com mulher
com os outros gêneros
O problema é confundir nome com caixa
e querer se fechar ou fechar alguém nela
a gente nem sabe o que a gente é
a gente é tão mais
tão além...